categoria | Ambientale, Disastri naturali

Nuovo articolo di Regis Estevez per Ecoreserva …responsabilità per la distruzione della terra..

Inserito il 18 febbraio 2013 da Maria Rosa DOMINICI

Chi o che cosa sarà responsabile della distruzione della terrà?

Quem ou o que será responsável pela destruição da Terra?

Escrito por Regis Estevez

Assombrados todos nós ficamos com as notícias divulgadas nas últimas semanas sobre a aproximação de um asteroide sobre a Terra e, mais ainda com as coincidências cósmicas como a do meteorito que invadiu o céu na Rússia ferindo mais de 1000 pessoas, ou ainda, na mesma noite, quando um risco estelar, se é que posso dizer assim, foi visto no céu dos Estados Unidos e de Cuba.

Fato é que com relação aos fenômenos como esses, não temos o que fazer senão torcer para que os fragmentos ou meteoritos produzam a menor devastação possível no planeta, possibilitando que, como em uma viagem ao Elo Perdido, os sobreviventes se agrupem para formar uma nova raça humana e reconstruir o planeta.

Sem contar a parte cinematográfica, digna de Spielberg, de todos esses eventos do cosmo que dividiram espaço na mídia com a renúncia do Papa Bento XVI e com a ressaca de carnaval, ficou na cabeça da maioria das pessoas o que elas fariam se algo tão dramático e devastador ocorresse no planeta.

Mas por que se preocupar dessa forma se nós mesmos já estamos tratando de acabar com qualquer chance de sobrevivência na Terra com o comportamento que adotamos perante ela?

A humanidade indaga sobre fenômenos tão incontroláveis e devastadores, mas não consegue olhar para o próprio umbigo e avaliar que está enterrando o planeta em uma cova profunda. Só que em doses homeopáticas. Mas disso o povo não gosta. O povo gosta do espetáculo, do show, do evento cataclísmico quase sobrenatural, um castigo dos céus, a punição do Universo e do Criador contra a criatura. Aí sim, o povo comenta, fala, discute, pesquisa e se informa, provavelmente comendo em um fast-food, ou escutando a notícia no rádio do carro e jogando pela janela, o saquinho dos salgados, a ponta de cigarro, a lata de cerveja.

Não! A humanidade não está preocupada em morrer homeopaticamente porque não lhe parece doloroso nem assustador, não tem drama, não tem correria nas ruas, câmeras de tv registrando o gran finale da vida humana.

A verdade é que embora muitas frentes lutem pela preservação do planeta com ações de organizações não governamentais, ativistas e ambientalistas, toda essa luta esta caminhando para ter sido em vão.

A humanidade não cumprirá no prazo urgente, as medidas necessárias para evitar a própria destruição. Não há interesse dos governos em reduzirem suas cotas de emissão de poluentes, não há interesse do agronegócio em não plantar transgênicos e reduzirem o desmatamento e pasmem, não há interesse individual das pessoas em melhorar sua qualidade de vida, seu futuro e de seus próprios filhos e netos adotando um comportamento, no mínimo, responsável.

Não existe um lado certo para tentar consertar a situação do planeta. Não tem que ser debaixo para cima (população para governantes) e nem vice-versa. Tem que ser em todos os setores e ao mesmo tempo. Não deve ser uma mudança ditada por regras ou leis embora elas sirvam para organizar o processo, mas, sobretudo, deve ser uma mudança conceitual e comportamental coletiva. E acredite, a questão é tão urgente quanto a queda de um meteorito sobre a Terra, e a devastação, infelizmente, já tem números alarmantes em todo o mundo.

A extinção de recursos naturais não vai acontecer, ela já está acontecendo e é preciso enxergar isso e agir imediatamente.

O problema não é local, é planetário mas a solução sim, deve ser local com a mudança do comportamento que você adota em seu dia a dia. Não cabe mais viver sem pensar na sua parcela de responsabilidade sobre o outro e sobre tudo que ocorre a sua volta. Não dá para ser o esperto porque outro fará o que você não fez. Não dá para fechar os olhos para o desmatamento, o aquecimento global, a poluição, o esgotamento dos recursos hídricos e ficar sentado na frente da tv assistindo tudo de camarote, até porque você é uma das vítimas do que vai acontecer com o planeta, mas, sobretudo, é também, corresponsável.

Olhar para o céu e esperar que um meteorito caia sobre a Terra e aniquile o planeta ou olhar para frente e observar como é que a própria humanidade está preparando a sua extinção? O que você vai fazer, afinal?

Régis Estevez é editor executivo do site Eco Reserva e produtor de documentários sobre o meio ambiente e questões sociais.



FB Comments

comments

Maria Rosa DOMINICI

About

psicologa,psicoterapeuta vittimologa,membro dell'Accademia Teatina delle Scienze,della New York Academy ofSciences,dell'International Ass. of Juvenile and Family Court Magistrates,della Società Italiana di Vittimologia,della W.S.V.,dell'Ass.internazionale di Studi Medico Psico Religiosi.,docente di seminari di sessuologia, criminologia e vittimologia in università Italiane e straniere,esperta per progetti Daphne su tratta di minori e sfruttamento sessuale,creatrice del progetto Psicantropos,autrice di varie pubblicazioni,si occupa di minori e reati ad essi connessi da 40 anni.

Tags | , , , , , , , , , ,

Un Commento per “Nuovo articolo di Regis Estevez per Ecoreserva …responsabilità per la distruzione della terra..”

  1. Maria Teresa Sechi scrive:

    L'inquinamento che galoppa… siamo tutti responsabili… i governi in primis con le politiche sbagliate.


Lascia un commento

adolescenti adolescenza Africa Ambiente ansa autostima Avaaz azioni bambini bologna Brasil brasile Brazil Carisma Denuncia Dipendenza diritto dominici entrevista famiglia genitori infanzia Manipolazione maria rosa Maria Rosa Dominici minori montes claros padre pedofilia persone Persuasione Prigionia progetto Rapporti interpersonali relazione Sette siria Soggezione psichica Suggestione syria tempo uomo violenza vita vittime

Lingua:

  • Italiano
  • English
  • Português
  • Deutsch

StatPress

All site visited to:
20 settembre 2017: _
Visits today: _
Visitor on line: 0
Total Page Views: _

Social