categoria | Diritti umani, Eventi, Sociali

Mondiali…difesa dei diritti

Inserito il 11 giugno 2014 da Maria Rosa DOMINICI

2014_copa_populacao_ruaNOTA : VIOLAÇÕES DE DIREITOS DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO CONTEXTO DA COPA DO MUNDO DE 2014 E PLANTÃO DO CNDDH
.13 giugno 2014 alle ore 17.24 NOTA À IMPRENSA

VIOLAÇÕES DE DIREITOS DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO CONTEXTO DA COPA DO MUNDO DE 2014 E PLANTÃO DO CENTRO NACIONAL DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA

O Centro Nacional de Defesa de Direitos Humanos da População em Situação de Rua e Catadores de Materiais Recicláveis (CNDDH) instituído pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais e Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), com o objetivo precípuo de promover e defender os direitos fundamentais da população em situação de rua e catadores de materiais recicláveis vem apresentar informações sobre o registro de violações no contexto da Copa do Mundo de 2014 e informar sobre o plantão que realizará durante o período da COPA.

O CNDDH recebeu denúncias de violações de direitos humanos contra a população em situação de rua ocorrida em algumas cidades-sede da Copa e está produzindo um Relatório que será encaminhado ao Ministério Público de cada cidade e a órgãos internacionais de defesa dos direitos humanos.

As denúncias registradas pelo CNDDH têm como fonte o Disque 100 – Serviço da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, instituições de segurança pública, polícia civil, Ministério Público, sociedade civil organizada, movimentos sociais, denúncias espontâneas feitas diretamente ao CNDDH e ainda a busca ativa em veículos de comunicação.

O CNDDH estará de plantão nos dias de jogos e solicita que sejam denunciadas violações de direitos contra a população em situação de rua por meio dos telefones: (31) 3250-6291 (31) 3250-6360 (31) 7332-9369, Disque 100, e-mail centronddh@gmail.com; Pastoral Nacional do Povo da Rua (31) 32938366/91883825;

Centro Nacional de Defesa dos Direitos Humanos da População em Situação de Rua e dos Catadores de Materiais Recicláveis (CNDDH)

Belo Horizonte, 12 de junho de 2014.

.

Comissão de Prevenção à Violência em Manifestações Populares.
.Pessoas em situação de Rua:

Se você for pessoa em situação de rua e for constrangido
ou tiver seus direitos violados durante a copa do mundo,
denuncie ao CNDDH!

[Fixo] 3250-6360…n.tel fisso
[Plantão] 7336-0926 n.tel.
Todos Contra qualquer situação de violação de direito … — con Cnddh Direitos Humanos.

” se sei una persona che in strada sei costretto a veder violati i tuoi diritti durante la Coppa del Mondo,denuncia a Cnnddh Direitos Humanos

“Io ho Diritto di avere DIRITTI ”
questo è lo slogan che la comissione brasiliana per la prevenzione alla violenza nelle manifestazioni popolari ha messo in circolazione nei giorni del Mondiale,grazie e pubblico,cosi dovremmo fare anche in Italia…visto che la violenza ovunque si ingeneri è socialmente riprovevole e pericolosa,è una raccomandazione che estendo a tutti gli italiani che parteciperanno,fate che sia una festa,non una guerriglia,il Brasile è bello,lo sport è bello,godetevelo,godiamocelo

grazie Maria Rosa Dominici



FB Comments

comments

Maria Rosa DOMINICI

About

psicologa,psicoterapeuta vittimologa,membro dell'Accademia Teatina delle Scienze,della New York Academy ofSciences,dell'International Ass. of Juvenile and Family Court Magistrates,della Società Italiana di Vittimologia,della W.S.V.,dell'Ass.internazionale di Studi Medico Psico Religiosi.,docente di seminari di sessuologia, criminologia e vittimologia in università Italiane e straniere,esperta per progetti Daphne su tratta di minori e sfruttamento sessuale,creatrice del progetto Psicantropos,autrice di varie pubblicazioni,si occupa di minori e reati ad essi connessi da 40 anni.

Un Commento per “Mondiali…difesa dei diritti”

  1. Karinne BRAGA FERREIRA karinne scrive:

    Iniziativa ottima, poco difusa, però…ma stiamo forse iniziando a capire che abbiamo proprio potere. Che insieme valiamo qualcosa. Che un sacco di voci insieme è meglio che qualcuna sparsa. Io sn ottimista di nascita e ci credo in queste iniziative. Vedremo come andrà questo mese di Copa del Mondo e di animi acesi. Ieri cè stato manifestazioni dappertutto e pure qualche episodio di violenza, di sfogo, di confronto. Capisco che sia proprio l’ultimo sfogo incazzatissimo di chi nn ha avuto voce per anni, ma la violenza nn si giustifica. Abbiamo ricordi di sangue di rivoluzioni, colpi militari, torture, ditatura. Nn credo che la gente acceti calmamente qualche governo più, qualsiasi giustifica per i conti che nn tornano e ci siamo stancati di bugie, corruzione e menzogna c la gente. Inquanto avrò forza, andrò anche io in giro, protestando, parlando, diffondendo. Mi è stato insegnato da sempre a crederci nel mio paese, mie cose, mia vita, mie scelte (questo include tutto: matrimonio, amicizie, etc). Non siamo vittime. Possiamo cambiare.


Lascia un commento

adolescenti adolescenza Africa Ambiente ansa autostima Avaaz azioni bambini bologna Brasil brasile Brazil Carisma Denuncia Dipendenza diritto dominici entrevista famiglia genitori infanzia Manipolazione maria rosa Maria Rosa Dominici minori montes claros padre pedofilia persone Persuasione Prigionia progetto Rapporti interpersonali relazione Sette siria Soggezione psichica Suggestione syria tempo uomo violenza vita vittime

Lingua:

  • Italiano
  • English
  • Português
  • Deutsch

StatPress

All site visited to:
29 aprile 2017: _
Visits today: _
Visitor on line: 0
Total Page Views: _

Social